Anteprojeto para inclusão de LIBRAS no currículo escolar é aprovado

por Câmara Municipal de Estância Velha publicado 27/07/2018 10h50, última modificação 27/07/2018 10h53

Foi aprovado na ultima terça-feira, 24, o anteprojeto de autoria do Vereador Valdeci de Vargas com a participação dos demais vereadores, que propõe a implantação do Projeto de LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais nas escolas do municípios, Com o advento de novas leis e o esforços do Poder Público em todas as suas esferas, a acessibilidade vem crescendo muito no país, nas ruas, edifícios, sinalizações, livros, etc. Porém, existe uma parcela significativa da população que ainda tem um problema muito sério na sua comunicação, os surdos (deficientes auditivos), pois quando os mesmos utilizam-se da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS - tal método permite que eles se comuniquem apenas entre si e com as pessoas mais próximas que aprendem Libras. Já o restante da população não tem acesso fácil a cursos de libras.

Desse modo, os surdos têm a sua comunicação restringida, pois ao chegarem a locais públicos, como comércios, ônibus, restaurantes, dentre outros, não conseguem se comunicar, pois as pessoas que não possuem essa deficiência não entendem a sua linguagem. Além de propiciar a facilidade de comunicação entre os surdos, a Libras também propicia uma melhor compreensão entre surdos e ouvintes, uma vez que já está previsto em lei a presença de intérpretes deste idioma em diferentes instituições sociais. A compreensão e a utilização de Libras vem colaborar com a inclusão social dos surdos, tão almejada, desprezando toda e qualquer forma de discriminação e preconceito com esse grupo, que sofreu por um longo tempo com a ignorância e visão equivocada dos ouvintes que impunham um padrão errôneo e unilateral de normalidade, observando a surdez como uma deficiência que deveria ser tratada clinicamente.

A escola assume papel fundamental, pois é ainda uma das principais agências disseminadoras de valores e socializadoras de saberes. E para incluir, a sociedade precisa se transformar de modo a favorecer a todos as pessoas o exercício pleno da cidadania. Assim, é evidente que esta transformação está pautada no conhecimento do outro e de suas necessidades. A presente proposta é que seja incluído na grade curricular das escolas públicas o ensino de Libras, reconhecida como a segunda língua oficial no Brasil. Dessa forma os alunos que não têm deficiência auditiva também poderão entender mais sobre o mundo dos que a têm e principalmente se comunicar com os mesmos. De acordo com a Secretária de Educação, há um projeto em andamento e que este anteprojeto, vem para colaborar e que espera que em breve, esta possa ser uma realidade no município de Estância Velha.

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados