Trocaria de lugar comigo?

por Câmara Municipal de Estância Velha publicado 12/03/2019 17h17, última modificação 12/03/2019 17h17
"...O mundo não foi feito para as pessoas com necessidades, as leis de acessibilidade são recentes, por isso a minha única intenção é tornar a ação da população mais justa, para que as pessoas possam exercer os seus direitos de ir e vir..."

No dia 25 de fevereiro a Vereadora Veridiana Monteiro esteve representando a Câmara de Vereadores no município de Sapiranga em uma reunião com o Vereador Sandro Silvio Apollo Seixas, mais conhecido como Sandrinho, para verificar o projeto de placas educativas que visa auxiliar a preservação das vagas destinadas aos cadeirantes.

Essa ação de conscientização existe desde 2015 e foi elaborado pelo próprio Vereador a partir de uma indicação. As placas foram confeccionadas com a ajuda de cadeirantes do próprio município, onde suas fotos foram colocadas nas placas com a seguinte frase:

“ Olhe pra mim, trocaria de lugar comigo? ”

Uma frase impactante que nos faz refletir sobre como é difícil encontrar um lugar para estacionar e que por vezes é mais difícil para quem tem limitação.

Pensando nisso, na tarde do dia 01 de março, a Vereadora Veridiana Monteiro esteve reunida na prefeitura com Áurea Bauer e Ezequiel Borges Oliveira, ambos da Secretaria de Administração e Segurança Pública, o Comandante da Guarda Municipal, Paulo Oliveira e Eunice Schunann, Jurídico da Prefeitura. Um estudo será feito para verificar a viabilidade de fazer a implantação das placas no município, que têm a intenção de nos colocar no lugar de quem precisa da vaga e de nos fazer lembrar como um simples gesto pode fazer a diferença na vida de alguém.

Saiba mais sobre o Vereador Sandrinho:

O Vereador Sandrinho não possui os dois braços e mesmo assim busca ter uma rotina normal, mas infelizmente enfrentava muita dificuldade para encontrar estacionamento, até mesmo aquelas vagas destinadas ao seu uso, que por vezes eram utilizadas por pessoas que não precisavam.

 “ O mundo não foi feito para as pessoas com necessidades, as leis de acessibilidade são recentes, por isso a minha única intenção é tornar a ação da população mais justa, para que as pessoas possam exercer os seus direitos de ir e vir, essas pessoas já possuem dificuldades de locomoção e que se torna mais difícil quando precisam fazer alguma coisa no centro ou até mesmo ir no médico e é obrigado a dar voltas pela cidade para encontrar uma vaga, que por vezes fica longe do local que precisam ir e as calçadas são inadequadas para o seu uso. A pessoa se sente humilhada, privada da sua liberdade, acaba sendo abalada moralmente e psicologicamente, sendo privada dos seus direitos...por isso a conscientização ação e a ação conjunta com a comunidade é muito importante para que tem necessidades especiais. ” Explana o Vereador Sandrinho em pronunciamento sobre as placas educativas.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados